sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Magusto Escolar - festa

"We Are The World" é uma canção idealizada e composta por Michael Jackson e Lionel Richie, gravada em 28 de janeiro de 1985 por 45 dos maiores nomes da música norte-americana, no projeto conhecido como USA for Africa. O projeto tinha como objetivo arrecadar fundos para o combate à fome no continente africano. Inspirados pelo Live Aid, festival organizado pelo músico irlandês Bob Geldof, que reuniu dezenas de astros da música mundial, Jackson e Richie convocaram um supergrupo de artistas em evidência à época. O single e o vídeoclipe renderam cerca de 55 milhões de dólares. Foi produzido pelo maestro Quincy Jones, que também fez a regência do grupo vocal. A venda atingiu 7 milhões de cópias só nos Estados Unidos, tornando-se um dos singles mais vendidos de todos os tempos." WIKIPÉDIA

      Nós preparámos esta versão com a ajuda da professora de Inglês e do professor de Educação Musical, para vos apresentarmos neste dia de S.Martinho que, segundo reza a lenda, foi alguém que também repartiu os seus bens com os que mais precisavam.




quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Tradições ciganas

As minhas tradições…
(etnia cigana)

Eu sou de etnia cigana com muito orgulho. Temos muitas tradições mas eu vou falar das mais importantes. Como por exemplo, quando os cães uivam, para nós é mau. Temos a nossa língua portuguesa mas também temos uma língua que se chama o “romanó”, é a língua que não podemos falar para pessoas que não sejam da nossa etnia, se o fizermos é um erro que cometemos na vida.
Temos a nossa tradição nos casamentos, eles duram três ou quatro dias, os baptizados também. Antigamente, referiam-se ao da etnia cigana dos “ pailhos “ a maneira de vestir, de falar, etc… E agora já não, as roupas das ciganas são como as das “ lacurrilhas “. Em Moimenta da Beira ainda há ciganas com os nossos costumes: andarem de saias compridas,  de chinelos , etc… Nós cá no Sátão e em Viseu já não, as solteiras e as casadas andam de calças, de sapatilhas…
O que eu gosto na minha etnia é a língua que temos, o “ romanó”, porque nós podemos estar a falar com uma pessoa da nossa etnia, podemos trata-lo bem e ele não entende, mas também o podemos tratar mal, que também não entende. Gosto da tradição que temos nos casamentos pois há muita diversão.
O que não gosto na nossa etnia é as meninas de etnia cigana não podem usar telefone, facebook e não podemos estar à frente dos nossos pais com um rapaz, porque senão levamos uma sova. Mas às vezes nós, meninas de etnia cigana, somos espertas e fazemos um facebook sem os nossos pais saberem, mas depois quando eles descobrem é complicado.
Mas pronto, apesar de termos estes costumes que eu não gosto, eu tenho muito orgulho de ser cigana, todos os dias agradeço a Deus por me ter feito cigana.
Obrigada pela vossa atenção….

(uma aluna da nossa turma)